Notícias
A+ A A-

A onda gigante do “McNamara português”

Já ouviu falar de António Silva? O surfista? É natural que não, se não segue atentamente as notícias do surf… Mas se lhe disser que foi o português que surfou logo após Garrett McNamara uma das maiores ondas já surfadas na Nazaré talvez consiga despertar a sua atenção.

O surfista português era um autêntico desconhecido até ao último dia 28 de janeiro. Foi na manhã cinzenta desse dia que as ondas gigantes invadiram a Nazaré e ficou para a história o facto de Garrett McNamara ter conseguido surfar uma vaga com mais de 30 metros. As imagens correram mundo até que alguém se deu conta que poucos segundos depois de McNamara outro surfista tinha tido a ousadia de desafiar o mar da Nazaré: António Silva é o seu nome.

O surfista português estava na água quando o norte-americano enfrentou a onda e, pouco depois, foi a sua vez de tentar, com sucesso, a mesma proeza. A experiência correu bem e o resultado foi a nomeação para os prémios Billabong XXL na categoria Ride of the Year. António admite que apesar da polémica por ter aparecido em algumas das imagens de McNamara, a onda gigante da Nazaré lhe tem trazido grandes dividendos.

«Foi um grande boom. Estava tudo muito concentrado na Nazaré e foi um dia histórico. Teve grandes repercussões a nível mediático e estou muito feliz pela nomeação para o prémio», revela, acrescentando que foi um desafio e tanto enfrentar o mar naquela manhã.

«Queria surfar, mas condições não estavam as mais fáceis. No final senti-me preparado para o desafio e foi isso que aconteceu», diz, revelando que quando se está num cenário daqueles é difícil pensar no perigo que se corre:

«Quando surfamos uma onda daquelas não podemos pensar em muita coisa», lembra, esperando que o mediatismo em torno do seu feito venha a ter repercussões na sua carreira.

«Agora quero andar pelo mundo a surfar as ondas mais perigosas. É isso que me dá prazer e quero aproveitar esta onda para ter patrocínios mais fortes e as coisas acontecerem mais facilmente», termina.

Fonte: SportInforma

Classifique este item
(0 votos)

Mídia

voltar ao topo